Comandos Git Resumidos

Comandos Git Resumidos. Use esta página para operar no git. Aqui todos os comandos e diretivas necessárias para usar eficientemente o programa git ou o github.



Comandos Git Resumidos

git help Comandos de ajuda

git help add git help commit git help

Configuração Geral

As configurações do GIT são armazenadas no arquivo .gitconfig localizado dentro do diretório do usuário do Sistema Operacional

As configurações realizadas através dos comandos abaixo serão incluídas no arquivo citado acima. Setar usuário

git config --global user.name "seu nome"

Setar email

git config --global user.email nome@domain.tld

Setar editor

git config --global core.editor vim

Setar ferramenta de merge

git config --global merge.tool vimdiff

Setar arquivos a serem ignorados

git config --global core.excludesfile ~/.gitignore

Listar configurações

git config --list

.gitignore Ignorar Arquivos

Os nomes de arquivos/diretórios ou extensões de arquivos listados no arquivo .gitignore não serão adicionados em um repositório. Existem dois arquivos .gitignore, são eles:

Geral: Normalmente armazenado no diretório do usuário do Sistema Operacional. O arquivo que possui a lista dos arquivos/diretórios a serem ignorados por todos os repositórios deverá ser declarado conforme citado acima. O arquivo não precisa ter o nome de .gitignore.

Por repositório: Deve ser armazenado no diretório do repositório e deve conter a lista dos arquivos/diretórios que devem ser ignorados apenas para o repositório específico.

Repositório Local Criar novo repositório

git init

Verificar estado dos arquivos/diretórios

git status

Adicionar arquivo/diretório (staged area)

Adicionar um arquivo em específico

git add meu_arquivo.txt

Adicionar um diretório em específico

git add meu_diretorio

Adicionar todos os arquivos/diretórios

git add .

Adicionar um arquivo que esta listado no .gitignore (geral ou do repositório)

git add -f arquivo_no_gitignore.txt

Comitar arquivo/diretório

Comitar um arquivo

git commit meu_arquivo.txt

Comitar vários arquivos

git commit meu_arquivo.txt meu_outro_arquivo.txt

Comitar informando mensagem

git commit meuarquivo.txt -m "minha mensagem de commit"

Remover arquivo/diretório

Remover arquivo

git rm meu_arquivo.txt

Remover diretório

git rm -r diretorio

Visualizar hitórico

Exibir histórico

git log

Exibir histórico com diff das duas últimas alterações

git log -p -2

Exibir resumo do histórico (hash completa, autor, data, comentário e qtde de alterações (+/-))

git log --stat

Exibir informações resumidas em uma linha (hash completa e comentário)

git log --pretty=oneline

Exibir histórico com formatação específica (hash abreviada, autor, data e comentário)

git log --pretty=format:"%h - %an, %ar : %s"

%h: Abreviação do hash;
%an: Nome do autor;
%ar: Data;
%s: Comentário.

Verifique as demais opções de formatação no Git Book Exibir histório de um arquivo específico

git log --

Exibir histórico de um arquivo específico que contêm uma determinada palavra

git log --summary -S []

Exibir histórico modificação de um arquivo

git log --diff-filter=M --

O pode ser substituido por: Adicionado (A), Copiado (C), Apagado (D), Modificado (M), Renomeado (R), entre outros.

Exibir histório de um determinado autor

git log --author=usuario

Exibir revisão e autor da última modificação de uma bloco de linhas

git blame -L 12,22 meu_arquivo.txt

Desfazendo operações Desfazendo alteração local (working directory)

Este comando deve ser utilizando enquanto o arquivo não foi adicionado na staged area.

git checkout -- meu_arquivo.txt

Desfazendo alteração local (staging area)

Este comando deve ser utilizando quando o arquivo já foi adicionado na staged area.

git reset HEAD meu_arquivo.txt

Se o resultado abaixo for exibido, o comando reset não alterou o diretório de trabalho.

Unstaged changes after reset: M meu_arquivo.txt

A alteração do diretório pode ser realizada através do comando abaixo:

git checkout meu_arquivo.txt

Repositório Remoto

Exibir os repositórios remotos

git remote

git remote -v

Vincular repositório local com um repositório remoto

git remote add origin git@github.com:leocomelli/curso-git.git

Exibir informações dos repositórios remotos

git remote show origin

Renomear um repositório remoto

git remote rename origin curso-git

Desvincular um repositório remoto

git remote rm curso-git

Enviar arquivos/diretórios para o repositório remoto

O primeiro push de um repositório deve conter o nome do repositório remoto e o branch.

git push -u origin master

Os demais pushes não precisam dessa informação

git push

Atualizar repositório local de acordo com o repositório remoto Atualizar os arquivos no branch atual

git pull

Buscar as alterações, mas não aplica-las no branch atual

git fecth

Clonar um repositório remoto já existente

git clone git@github.com:nome/curso-git.git

Tags Criando uma tag leve

git tag vs-1.1

Criando uma tag anotada

git tag -a vs-1.1 -m "Minha versão 1.1"

Criando uma tag assinada

Para criar uma tag assinada é necessário uma chave privada (GNU Privacy Guard - GPG).

git tag -s vs-1.1 -m "Minha tag assinada 1.1"

Criando tag a partir de um commit (hash)

git tag -a vs-1.2 9fceb02

Criando tags no repositório remoto

git push origin vs-1.2

Criando todas as tags locais no repositório remoto

git push origin --tags

Branches

O master é o branch principal do GIT.

O HEAD é um ponteiro especial que indica qual é o branch atual. Por padrão, o HEAD aponta para o branch principal, o master. Criando um novo branch

git branch bug-123

Trocando para um branch existente

git checkout bug-123

Neste caso, o ponteiro principal HEAD esta apontando para o branch chamado bug-123. Criar um novo branch e trocar

git checkout -b bug-456

Voltar para o branch principal (master)

git checkout master

Resolver merge entre os branches

git merge bug-123

Para realizar o merge, é necessário estar no branch que deverá receber as alterações. O merge pode automático ou manual. O merge automático será feito em arquivos textos que não sofreram alterações nas mesmas linhas, já o merge manual será feito em arquivos textos que sofreram alterações nas mesmas linhas.

A mensagem indicando um merge manual será:

Automerging meu_arquivo.txt CONFLICT (content): Merge conflict in meu_arquivo.txt Automatic merge failed; fix conflicts and then commit the result.

Apagando um branch

git branch -d bug-123

Listar branches Listar branches

git branch

Listar branches com informações dos últimos commits

git branch -v

Listar branches que já foram fundidos (merged) com o master

git branch --merged

Listar branches que não foram fundidos (merged) com o master

git branch --no-merged

Criando branches no repositório remoto Criando um branch remoto com o mesmo nome

git push origin bug-123

Criando um branch remoto com nome diferente

git push origin bug-123:new-branch

Baixar um branch remoto para edição

git checkout -b bug-123 origin/bug-123

Apagar branch remoto

git push origin:bug-123

Rebasing

Fazendo o rebase entre um o branch bug-123 e o master.

git checkout experiment

git rebase master

Mais informações e explicações sobre o Rebasing

Stash

Para alternar entre um branch e outro é necessário fazer o commit das alterações atuais para depois trocar para um outro branch. Se existir a necessidade de realizar a troca sem fazer o commit é possível criar um stash. O Stash como se fosse um branch temporário que contem apenas as alterações ainda não commitadas. Criar um stash

git stash

Listar stashes

git stash list

Voltar para o último stash

git stash apply

Voltar para um stash específico

git stash apply stash@{2}

Onde 2 é o indíce do stash desejado. Criar um branch a partir de um stash

git stash branch meu_branch

Reescrevendo o histórico Alterando mensagens de commit

git commit --amend -m "Minha nova mensagem"

Alterar últimos commits

Alterando os três últimos commits

git rebase -i HEAD~3

O editor de texto será aberto com as linhas representando os três últimos commits.

pick f7f3f6d changed my name a bit pick 310154e updated README formatting and added blame pick a5f4a0d added catfile

Altere para edit os commits que deseja realizar alterações.

edit f7f3f6d changed my name a bit pick 310154e updated README formatting and added blame pick a5f4a0d added catfile

Feche o editor de texto.

Digite o comando para alterar a mensagem do commit que foi marcado como edit.

git commit –amend -m “Nova mensagem”

Aplique a alteração

git rebase --continue

Atenção: É possível alterar a ordem dos commits ou remover um commit apenas mudando as linhas ou removendo. Juntando vários commits

Seguir os mesmos passos acima, porém marcar os commtis que devem ser juntados com *squash Remover todo histórico de um arquivo

git filter-branch --tree-filter 'rm -f passwords.txt' HEAD

Bisect

O bisect (pesquisa binária) é útil para encontrar um commit que esta gerando um bug ou uma inconsistência entre uma sequência de commits. Iniciar pequinsa binária

git bisect start

Marcar o commit atual como ruim

git bisect bad

Marcar o commit de uma tag que esta sem o bug/inconsistência

git bisect good vs-1.1

Marcar o commit como bom

O GIT irá navegar entre os commits para ajudar a indentificar o commit que esta com o problema. Se o commit atual não estiver quebrado, então é necessário marca-lo como bom.

git bisect good

Marcar o commit como ruim

Se o commit estiver com o problema, então ele deverá ser marcado como ruim.

git bisect bad

Finalizar a pesquisa binária

Depois de encontrar o commit com problema, para retornar para o HEAD utilize:

git bisect reset