O que é Wing Chun

Um resumo do Wing Chun Kung Fu, nos aspectos reais e históricos, segundo as obras americanas dos principais mestres de Wing Chun, incluindo o pensamento de Bruce Lee (criador do Jeet Kun Do, wing chun para artistas e cinema), pode-se resumir no seguinte texto.

O Wing Chun Kung Fu é um sistema de defesa de alta eficiência baseado nas artes marciais de origem chinesa. Ele foi criado pelo exército rebelde chinês para treinar em curto tempo seus soldados na luta contra o exército do governo.

Seus príncipios fundamentais consistem: no fechamento de 5 portais hipotéticos de defesa corporal; na economia de espaço e tempo dos movimentos; na sobrevivência; na inteligência motora; em usar o movimento de desefa no ataque simultâneo (a defesa é o ataque); no ataque direto nos pontos vitais (com objetivo de finalizar a luta o mais rápido possível).

O wing chun é instintivo em todos os aspectos da técnica. Existem cinco escolas de Wing Chun denominadas de bandeiras.

A lenda do Wing Chun se baseia num personagem fictício, uma mulher frágil, chamada de Wing Chun Kuen que treinou com uma monja Shao Lin para se defender de um agressor sexual muito superior em força e tamanho, com a técnica aprendida em seis meses, ela venceu seu algoz e difundiu o Wing Chun por toda a China.

Longe de preciosismo, assim como outros sistemas de defesa (Krav Magá, Kombato, Systema, Sanda etc), o Wing Chun é mais eficiente que as artes marciais dais quais ele se originou, pois no seu treino despreza tudo que é prolixo tais como: religiosidade, filosofia, etnicentrismos e alienação cultural, mediocridades tradicionais e cerimoniais muito comuns nas artes marciais como o próprio Kung fu e também as outras artes orientais como o Karate, Aikido etc. Ele simplesmente foca num único aspecto real da vida - à sobrevivência num ataque.

hits yandex